Hoje li uma história interessante que quero compartilhar:
“Era uma vez...Três grandes amigos, o Fogo a Água e a Oportunidade.
Um dia entraram em uma floresta muito fechada e escura.
Então o fogo disse: - Se eu me perder, me procurem na fumaça porque onde há fumaça há fogo.
A água disse: - Se eu me perder me procurem na umidade, porque onde há umidade há água. Então a oportunidade disse: - Se eu me perder, não me procurem, pois uma vez perdida nunca mais me encontrarão.”
Então, nunca perca a oportunidade de dizer às pessoas o quanto elas são importantes na sua vida e como viver e ousar experiências novas a cada dia é uma grande oportunidade de amadurecimento.
Nunca perca a oportunidade de unir esforços e construir um mundo menos egoísta, mais tolerante, mais fraterno.
Nunca perca a oportunidade de conhecer um idioma diferente, de ousar aprender LIBRAS, de conviver com a comunidade surda. Comigo foi assim, uma vez dentro do universo surpreendente da Língua de Sinais, minha visão de mundo, transcende a cada dia.
NÃO ESPERE...

Não espere um sorriso para ser gentil.
Não espere ser amado para amar.
Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de quem está ao seu lado.

Não espere ficar de luto para reconhecer quem hoje é importante em sua vida.
Não espere o melhor emprego para começar a trabalhar.
Não espere a queda para se lembrar dos conselho.
Não espere a enfermidade para reconhecer o quão frágil é a vida.
Não espere ter dinheiro aos montes para então contribuir.
Não espere pessoas perfeitas para então se apaixonar.
Não espere a mágoa para pedir perdão.
Não espere a separação para buscar a reconciliação.
Não espere a dor para acreditar em oração.
Não espere elogios para acreditar em si mesmo.
Não espere o dia de amanhã sem antes viver o hoje.
Não espere...
 
 

MUDAR É POSSÍVEL !



Houve um momento de minha vida que alimentava sonhos de uma mudança maior e radical na área da educação, da sociedade, da igreja, das relações entre as pessoas e acreditava que partilhando esse sentimento com outros, algo novo iria brotar de imediato, as pessoas seriam mais humanas, mais acolhedoras, mais inseridas na história, mais comprometidas e misericordiosas. Mas aprendi que não é por este caminho que as verdadeiras mudanças acontecem... hoje, vejo que as pessoas mudam a partir do seu interior, da  consciência de que é preciso mudar e mudam quando querem. Aceitar essa realidade ajudou-me, estou mais compreensiva, mais serena e em paz. Não vou ter a pretenção de mudar as pessoas e as coisas, mas respeitar o tempo de cada ser no despertar desta consciência; mudar é realmente preciso e possível. Com o grupo de AA aprendi a oração da serenidade que ilumina minha esperança a mudança...

Concede-me Senhor!
A serenidade necessária
para aceitar as coisas que eu não
posso modificar.
Coragem para modificar
aquelas que eu posso
                      e sabedoria para                     
distinguir uma das outras.
Vivendo um dia de cada vez;
Desfrutando um momento de cada vez;
Aceitando as dificuldades como um caminho para alcançar a paz.

A VOLTA DO FILHO PRÓDIGO...


Olá amigos, fiquei muito tempo fora do ar, ops! na verdade, fiquei um ano sem postar nada, nenhum parágrafo, nenhuma frase, nenhuma virgula,nenhum ponto no meu blog. E hoje lendo as postagens dos visitantes fiquei com vergonha e remorso  do meu total abandono. Peço desculpas. Sei que isso é imperdoável; tenho meus motivos e justificativas. O importante é que voltei com uma ENORME  vontade de postar, uma sentimento forte de arrependimento, de  recomeçar algo que foi esquecido, de retomar algo que foi literalmente abandonado...então, cá estou. 
Nunca fui tão boa na linguagem escrita reconheço minhas limitações, mas  não é motivo para não escrever( já dizia Dona Albertina, minha alfabetizadora) também não sou tão boa na oralidade,(salvo às vezes que utilizei para escapar das broncas de meus pais colocando a culpa em meus irmãos...) mas, o importante mesmo é que retornei com um desejo de compartilhar ideias, socializar experiências. Não quero brigar com Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (o cara da Academia  Brasileira de Letras)então, não prometo textos gramaticais e colóquios exemplares...só desejo escrever, postar e blogar...matar a vontade de permanecer  conectada nesta grande rede e encantador mundo virtual.

É PROIBIDO



Nesta minha alegria, encontrei-me no poema de Pablo Neruda que revela o que desejo a todos os meus amigos:  
Jorge Amado e Pablo Neruda, 1952
“... É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos...
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram...
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.”Pablo Neruda

            Falando em proibido, você sabia que  na idade média no ano 476 d.C. aos surdos era proibido receber heranças, votar, receber a comunhão por serem incapazes de confessar seus pecados( eu mesma tenho dificuldade até hoje) também havia decretos contra o casamento de duas pessoas surdas, enfim, aos surdos eram proibidos todos os direitos como cidadãos. Felizmente, a sociedade evolui na sua concepção de mundo e de ser humano, mesmo que essas mudanças sejam lentas na área da inclusão.

UTOPIA...

Crianças  em processo de construção são supreendentes. Cada descoberta é algo iluminador tanto para quem descobre quanto para quem acompanha o processo. Para o professor de anos iniciais acompanhar esta descoberta é um ofício gratificante, algo que nenhum salário paga.
Em se falando de crianças com Deficiências, o grau de surpresa é muito maior,  pois conseguem ultrapassar barreiras, avançar etapas e quebrar preconceitos e mitos criados por uma sociedade que infelizmente, valoriza o "perfeito", o "belo", o "moderno",  "o que vai na onda da mídia e do consumismo"  e repudia o simples, o desajeitado, o deficiente, o que anda fora da moda,  o abstrato... 
Nesta semana a AACD (Associação de Assistência a criança deficiente) realizou sua campanha para recursos financeiros destinados à diversas Entidades. Quem não sentiu vergonha ao olhar os rostos e expressões provocativas em movimento?  
Elas são exemplo de superação, de esforço e determinação. Oxála no futuro, nenhuma criança, nenhuma pessoa com deficiência tenha que ir à mídia para  pedir, mendigar...pois haverá apoio e recursos para todos, não somente para os mais favorecidos;   acessibilidade será REALIDADE e não somente  Lei, redigidas em livros empoeirados; e preconceito dará lugar ao RESPEITO e DIGNIDADE. Utopia? como diria meu amado Mario Quintana:  
 Se as coisas são inatingíveis... ora!

não é motivo para não querê-las.

Que tristes os caminhos, se não fora

a presença distante das estrelas.

Programa BEBELENDO


Quero Parabenizar as Professoras Rita Tussi e Tânia Rosing pelo Programa de formação de leitor. A proposta é encantadora, defendem que o incentivo a leitura não tem idade, já é possivel começar ainda na vida intrauterina. O bacana é que a proposta contempla desde formação musical e contação de histórias, além de não esquecer das crianças de necessidades especiais( cegas e surdas) Se ao nascer, for indentificado a necessidade especial, a criança e a mãe recebem, formação especial além dos livros próprios. Eu acredito que o Programa BEBELENDO vem somar de forma criativa e de qualidade a formação de futuros leitores. Se quiser saber mais http://www.alb.com.br/anais17/txtcompletos/sem18COLE_1439.pdf

Clássicos da Literatura em Libras / Português Vols. 4, 5 e 6

Volumes 4, 5 e 6
Editora Arara Azul
Patrocínio: IBM
Apoio: FAPERJ
Ano de lançamento: 2004

A segunda caixa da Coleção Clássicos da Literatura em Libras traz três CD Roms, desta vez com os clássicos A História de Aladim e a Lâmpada Maravilhosa, em roteiro adaptado por Luís Carlos Freitas; Velho da Horta, de Gil Vicente; e O Alienista, de Machado de Assis, contados na língua brasileira de sinais (Libras) e em português escrito.

O objetivo do projeto é apresentar a crianças e jovens surdos uma coletânea de clássicos da literatura universal. Cada CD contém uma história contada em Libras por atores surdos e em português escrito. O projeto recebeu apoio da FAPERJ a partir dos anos 90, inicialmente para a pesquisa de mestrado e doutorado de sua coordenadora, Clélia Regina Ramos, na Faculdade de Letras da UFRJ. Posteriormente, teve apoio da Fundação através do edital Tecnologia na Pequena Empresa (TPE), nos anos de 2002 e 2003. A prensagem e a distribuição dos CDs tiveram patrocínio da IBM, com base na Lei Rouanet.

O site da editora Arara Azul (www.editora-arara-azul.com.br) lista as obras do catálogo incluídas na coleção Clássicos da Literatura em Libras.

LIBRAS: ESCUTAR COM OS OLHOS!!!



A chave para uma boa comunicação com uma pessoa surda é o CONTATO VISUAL.
Quando duas pessoas conversam em língua de sinais é considerado rude desviar o olhar e interromper o contato visual.
Uma das dificuldade em aprender LIBRAS é nossa falta de treino na grande tarefa E HABILIDADE de ESCUTAR COM OS OLHOS!
Durante o dia, chega em nossa mente, muitas imagens... algumas nos marcarão e permanecerá mais tempo em nossa mente, outras serão apagadas. Penso que precisamos crescer no Escutar com os olhos, ou sejam, ter os olhos da admiração, da indignação( e não do conformismo), da contemplação, da interioridade, os olhos de Deus, que observando a criação no sétimo dia exclamou: "TUDO É MUITO BOM!"
é preciso exercitar os olhos para ver mais as belezas que os fracassos. É necessário, exercitar os olhos para interpretar a linguagem das mãos de quem, por muitas vezes, é excluído do direito à comunicação em vários espaços de nossa sociedade.
Então, que tal Blogar em LIBRAS ?
Se você souber alguma coisa, tente usar os sinais. Se a pessoa surda tiver dificuldade em entender, avisará. De modo geral, as tentativas na comunicação são apreciadas e estimuladas.
Se precisar usar um bilhete, pode escrever sem constrangimento, o importante é se comunicar!
"A gente pode morar numa casa mais ou menos
Numa rua mais ou menos,
Dormir numa cama mais ou menos,
Comer uma comida mais ou menos...
A gente pode olhar em volta e sentir
Que tudo está mais ou menos.
Tudo bem.
O que a gente não pode mesmo, de jeito nenhum,
É amar mais ou menos,
Ser amigo mais ou menos, acreditar mais ou menos...
Senão a gente corre o risco de se tornar
Uma pessoa mais ou menos."
( Poesia atribuída a Chico Xavier )

Acrescento:
"Nós docentes, nas condições atuais
Não podemos de jeito algum,
Ensinar tudo, e muito menos,
Ensinar tudo mais ou menos."
(Tânia Zagury- Livro Professor Refém-pg: 122 )

Eu continuo:
Nós educadores,
não podemos planejar mais ou menos,
refletir mais ou menos,
avaliar mais ou menos.
Educação é muito MAIS que menos !
é, muito Mais alegrias, certezas, ternuras, encantos, sonhos, realizações, luzes....muito MAIS!!!
sejamos MAIS,
para que, nos futuro tenhamos muito menos: dor, guerra, injustiça, solidão, competição, reprovação!